A Cabaça-red.png

Quando o Deus do outro torna-se o meu demônio: neopentecostalismo
e intolerância com as religiões afro-brasileiras

Texto produzido por Isley Borges da Silva Junior e Alessandro Gomes Enoque.

Povo de Fé.png

Religião: isso serve para...

Mas religião? Não podia ser alguma coisa mais atrativa, menos complicada. Por que foi parar aí? Você segue alguma? Então quer dizer que você acha mesmo isso importante?

Texto BRASA 02.png

Candomblé: comunidade e identidade

A religiosidade afro-brasileira é sinônimo de congregação e preservação cultural.

Texto BRASA 01.png

Olhar antropológico: visita à IURD

Altas paredes de mármore, largas portas de vidro com adesivo fumê, cúpula com tijolos de vidro, pilastras douradas e tapete bordô.

Patuá4.png

Religião: para religar ou para dissolver?

Antônio Flávio Pierucci, excepcional sociólogo brasileiro da religião, já falecido, ministrou uma aula na Universidade de São Paulo que tinha como título "Religião como solvente - uma aula (2006)"...

Patuá6.png

Religião, coisa que se discute

Creio que não existe clichê mais burro que o "futebol, política e religião não se discute".

Patuá5.png

Direitos dos Povos

de Terreiro

Livro publicado pela Eduneb, em Salvador, no ano de 2018. Reprodução autorizada pelos autores.

Direitos dos povos.png

O fio do cotidiano...

O fio do cotidiano são as relações sociais que tecemos na teia da vida. A sua família, aquela amiga com quem toma café nos fins de tarde, o colega que trabalha para viver, a companhia para idas ao parque...

Texto BRASA 04.png

Libertação e conservadorismo: movimentos na Igreja Católica

Brasil, 1950. Enquanto a umbanda e o pentecostalismo disputavam fiéis, a Igreja Católica buscava rumos.

Patuá2.png

Um orixá na Sapucaí...

Oyá-Bethânia ensinou que o Carnaval também é preto e tem a ver com a tolerância.

Texto BRASA 03.png

O que o bar do Araújo tem a ver com a mundanidade pentecostal?

O Bar do Araújo tornou-se tema de conversa de amigos, referência para memes, objeto de investigação e, sobretudo, de piedade, pena.

Patuá.png

Religiosidade cantada no Brasileirinho de Bethânia

Quem acredita que para refletirmos sobre as religiões e as religiosidades faz-se estritamente necessário discutir conceitos sociológicos, antropológicos e históricos, equivoca-se.

Brasileirinho.png

Neopentecostais: temos um mundo próspero e abundante

Não fosse a Teologia da Prosperidade, os últimos pentecostais estariam fadados aos ensinamentos da teologia clássica, que diz ser impossível um rico entrar no reino dos céus.

Patuá3.png

“ÈTÓ FÚN ÀWÒN TÓ YÀTÒ”

Análise do I Plano Nacional de inclusão dos Povos e Comunidades Tradicionais de Matriz Africana a partir dos processos de reconstrução da identidade do sujeito constitucional. Reprodução autorizada pela autora.

Andrea.png